Música para menores de 5. "Quanto mais novos, mais intensa a experiência"

A companhia Musicalmente promove concertos para bebés há 20 anos. Em novembro estreia um novo festival para a infância.

Novembro de 1998, o primeiro concerto para bebés em Leiria. "Porque nós, seres humanos, quando somos pequeninos temos uma ligação com o mundo que é essencialmente sónica. Os primeiros tempos de consciência que guardamos de nós, no ventre materno, são a partir do final do quarto mês de gestação. O mundo é som", afirma o cantor, professor e musicólogo Paulo Lameiro.

"Nós apesar de trabalharmos para bebés temos vindo a estimular cada vez mais os momentos, os programas e os guiões onde a contemplação e a transformação interior, aquilo que é uma experiência catártica interior mais global nos fascina muito mais".

20 anos de concertos para bebés, da música do século XV aos sons contemporâneos - uma produção pioneira em Portugal, imaginada por Paulo Lameiro e levada ao palco pela companhia Musicalmente, de Leiria.

Com mais de mil concertos, em 63 países, da China ao Brasil, a companhia Musicalmente apresentou-se ao mundo com uma ideia inovadora e radical: os bebés e crianças até aos cinco anos são um público e merecem estar no programa principal das instituições, nas melhores salas de espetáculos

Todos os músicos e bailarinos da Musicalmente são profissionais. Em conjunto somam 40 a 60 datas por ano no estrangeiro, muitas vezes com orquestras clássicas. E também são chamados para formação e residências artísticas.

Os espetáculos levam o público para o palco, à volta dos artistas, criando um ambiente único de proximidade e cumplicidade. Entre 113 solistas até à data, encontram-se nomes como Mário Laginha, Maria João e Pedro Carneiro. Luísa Sobral é a próxima convidada.

Para assinalar o aniversário, em 2018 há várias novidades: ensaios abertos, um programa para adultos e um festival de três dias, a acontecer lá para novembro, em Leiria.

Os próximos concertos acontecem em fevereiro, com Luísa Sobral: dia 11 em Leiria e dia 13 em Sintra, respetivamente no Teatro Miguel Franco e no Centro Cultural Olga Cadaval, salas onde a Musicalmente é companhia residente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de