Belenenses SAD vence SC Braga e tira minhotos do pódio

Miguel Cardoso e Afonso Sousa marcaram para os da casa. Paulinho reduziu para os bracarenses.

O Belenenses SAD surpreendeu este domingo o Sporting de Braga, com um triunfo por 2-1, em jogo da nona jornada que tirou a equipa minhota do pódio da I Liga portuguesa de futebol.

Os golos de Miguel Cardoso, aos 33, e de Afonso Sousa, aos 45+1, deram vantagem aos 'azuis', que ascenderam à oitava posição da tabela, com 11 pontos, enquanto o Sporting de Braga, que ainda reduziu por Paulinho, aos 70, de grande penalidade, foi ultrapassado por Benfica e FC Porto na classificação e figura agora no quarto posto.

Com três alterações no 'onze' em relação ao último jogo, o Belenenses SAD efetuou a primeira ameaça, através de dois remates consecutivos de Afonso Sousa e Silvestre Varela, aos 10 minutos, aos quais respondeu o Sporting de Braga com uma bola nas costas da defesa contrária, com Paulinho a ultrapassar André Moreira, mas a perder a oportunidade de remate.

Os 'azuis' dispunham das melhores oportunidades, como num remate forte de Miguel Cardoso, aos 19, a passar ao lado, ou num cabeceamento perigoso de Tiago Esgaio, aos 22, resolvida com defesa apertada de Matheus, conseguindo inaugurar o marcador pouco depois da meia-hora de jogo.

Um passe de Cafú Phete descobriu Miguel Cardoso, com este a atirar de primeira, apanhando Matheus em contrapé. Num primeiro instante, o golo foi anulado por alegado fora de jogo do avançado português, mas, após exaustiva análise, o videoárbitro (VAR) validou o lance milimétrico.

Os 'arsenalistas' procuraram reagir, mas o cabeceamento de Bruno Viana, aos 40, saiu muito por cima e, aos 44, Galeno, de primeira, atirou ao lado. Aproveitou o Belenenses SAD, já nos descontos da primeira parte, com uma verdadeira 'obra de arte' de Afonso Sousa, num golo de belíssimo efeito a entrar no ângulo superior da baliza, sem hipóteses para Matheus.

Ao intervalo, Carlos Carvalhal tentou ir à procura do empate com as entradas de Fransérgio e Schettine e, nos primeiros minutos do segundo tempo, o Sporting de Braga teve diversas ocasiões para faturar, a primeira das quais aos 48, quando uma perda de bola de Cafú Phete lançou o contra-ataque veloz dos minhotos, que culminou num remate torto de Paulinho.

Aos 50, uma grande defesa de André Moreira negou o golo a Castro, em zona frontal e, na sequência do canto, o cabeceamento de Schettine passou rente à trave. Pouco depois, o guarda-redes da formação lisboeta voltou a brilhar, com uma fantástica intervenção num remate potente de Fransérgio.

Se o jogo estava complicado para o Sporting de Braga, ainda mais se tornou com a expulsão de David Carmo, por uma falta dura sobre Silvestre Varela, aos 62 minutos, que antecedeu um remate com estrondo à barra de Danny Henriques, perto de oferecer o terceiro golo aos 'azuis'.

O Sporting de Braga reduziu aos 70, da marca dos 'onze' metros, por Paulinho, à segunda tentativa, após a defesa de André Moreira na primeira cobrança, que não contou porque o guarda-redes não estava com os pés na linha de baliza.

O tento galvanizou a turma bracarense para os últimos 20 minutos da partida, encostando por completo o Belenenses SAD à sua área, mas sem conseguir ter lances de real perigo para a baliza de André Moreira, fruto da enorme solidariedade defensiva dos lisboetas, que são a equipa menos batida do campeonato, com apenas quatro golos sofridos em nove jogos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de