Bike Me: escola de Faro quer pôr toda a cidade a pedalar

O agrupamento de Escolas Pinheiro e Rosa pretende começar pelos alunos e professores e incentivá-los a utilizar a bicicleta como meio de transporte. Criar um ambiente melhor e mais sustentável é o objetivo.

À porta da escola estão estacionadas algumas bicicletas. Ainda são poucas, mas o objetivo é que, com o tempo, se tornem muitas mais.

Jorge Martins, aluno do 10º ano, dá o exemplo. Vem diariamente de bicicleta para a escola. Esta vontade de pedalar começou com uma brincadeira de amigos: "Normalmente aos fins de semana vou andar com os amigos, mas, assim que vim para esta escola, soube do projeto e venho todos os dias de bicicleta."

O projeto de que fala o estudante é o "Bike me", uma iniciativa do agrupamento de escolas Pinheiro e Rosa, em Faro. A intenção é apostar na mobilidade suave promovendo a bicicleta como meio de transporte.

O diretor, Francisco Soares, é o primeiro a escolher as duas rodas, "para dar o exemplo". "Há que mudar mentalidades", diz ele."A bicicleta foi vista nos últimos 40 ou 50 anos como o meio de transporte dos pobres."

"É preciso fazer a sua reabilitação como meio de transporte de mobilidade suave", afirma.

Não são apenas os alunos que estão a ser incentivados a trazerem a bicicleta para a escola. Há professores que também já o fazem.

António Caetano pedala com sol ou chuva há 18 anos."Venho de Olhão, faço diariamente uma média de 25 quilómetros", salienta.

O problema, enumerado por muitos alunos e professores, é a falta de ciclovias na cidade de Faro, o que dificulta a circulação.

O agrupamento de escolas Pinheiro e Rosa tem muitos projetos associados à mobilidade suave. Um deles, o "bike me aos pedaços" que recupera velhas bicicletas numa oficina criada neste estabelecimento de ensino. Estas bicicletas servirão, depois de arranjadas, para ensinar os alunos do primeiro ciclo a dar as primeiras pedaladas.

Este agrupamento orgulha-se ainda de ter como aluna a campeã de BTT escolar a nível nacional.

Para levar toda a comunidade escolar a escolher as duas rodas como meio de transporte há incentivos especiais. "Quem quer que venha [a pedalar] recebe um sumo de laranja natural e uma sandes", conta o diretor.

Um estímulo para fazer da bicicleta o meio de deslocação por excelência, ajudando o ambiente e tornando a cidade de Faro mais sustentável.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados