Loum abriu, Zé Luís fixou de bicicleta. FC Porto vence Paços

Dragões vencem Paços de Ferreira (2-0) no Dragão e reaproximam-se do Benfica na classificação. Veja os golos.

O FC Porto venceu esta segunda-feira o Paços de Ferreira (2-0), com golos de Loum e de Zé Luís, no jogo de encerramento da 12.º jornada da I Liga. Com este resultado, os dragões reaproximam-se do Benfica na classificação.

Depois da vitória arrancadas a ferros na Suíça, por 2-1, ao Young Boys em que o regressado Aboubakar foi a figura, o FC Porto cumpriu mais um jogo do campeonato, pressionado pela vitória do Benfica, no sábado, frente ao Marítimo (4-0). Os dragões estavam pressionados para não deixar fugir os campeões nacionais, que estão na liderança da Liga.

Para este jogo, que encerrou a 12.ª jornada, Sérgio Conceição fez duas alterações em relação à equipa que jogou de início na Liga Europa - saíram Mbemba e Ndiaye e entraram Manafá e Loum.

O jogo começou com uma contrariedade: Fábio Silva foi substituído no banco à última hora pelo avançado Zé Luís. Depois dos primeiros 15 minutos, em que as equipas estiveram equilibradas a meio campo, o FC Porto abriu o marcador, na sequência de um lance de bola parada.

Alex Telles levantou para a área e, na marca de penálti, surgiu Loum a cabecear sem oposição, para o primeiro golo da noite. O jogador senegalês estreou-se a marcar pelos dragões nesta edição da I Liga.

Aos 35 minutos, o FC Porto, que dominava o jogo, esteve muito perto de aumentar a vantagem. A visão de jogo de Otávio, o homem mais criativo dos azuis e brancos, fava frutos - o brasileiro viu espaço e serviu Marega, que rematou ao poste.

Logo a seguir, uma contrariedade para Sérgio Conceição. Aboubakar sentou-se no relvado com queixas num pé. O internacional camaronês, que jogou 90 minutos na quinta-feira, teve de ser substituído por Zé Luís.

A segunda parte começou com o FC Porto, novamente, com a posse de bola. E aos 52 minutos, os azuis e brancos queixaram-se de falta na área sobre Otávio. O árbitro esperou pela indicação do videoárbitro e não assinalou grande penalidade.

Logo a seguir, um episódio pouco comum no Dragão. Dois adeptos invadiram o relvado. Ambos foram detidos pelos stewards.

Apesar da vantagem mínima, o FC Porto estava mais perto do segundo golo no jogo, do que o Paços, que não tinha ideas para chegar à baliza de Marchesín. Os dragões aproveitavam os erros. Loum apareceu à entrada da área a rematar para defesa apertada de Ricardo Ribeiro.

O guardião da equipa pacense viria a estar novamente em evidência, depois de um cabeceamento de Marega.

Aos 75 minutos, eis um dos momentos do jogo. Alex Telles levantou a cabeça e cruzou para a área. Zé Luís controlou a bola no peito e, de primeira, rematou de bicicleta para um grande golo no Dragão. Um golaço para do cabo-verdiano.

Antes do apito final, depois de vários protestos no banco pacense, o árbitro da partida mostrou cartão vermelho direto ao treinador da equipa da capital do móvel, Pepa.

Veja o resumo do FC Porto-Paços de Ferreira

Onze do FC Porto: Marchesín; Manafá, Pepe, Marcano e Alex Telles; Otávio, Danilo, Loum e Corona; Marega e Aboubakar.

Suplentes do FC Porto: Diogo Costa, Mbemba, Fábio Silva, Soares, Sérgio Oliveira, Nakajima e Luis Díaz.

Onze do Paços de Ferreira: Ricardo; Bruno Santos, Marco Baixinho, Maracás e Bruno Teles; Luiz Carlos, Diaby e Pedrinho; Hélder Ferreira, Uilton e Douglas Tanque.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados