Xadrez do Boavista não resiste ao xeque-mate de Vinícius. Benfica goleia no Bessa

Águias golearam Boavista no Bessa, com golos de Vinícius, Cervi e Gabriel. Veja os golos.

A jornada 13 da Liga abriu com uma goleada do Benfica no Bessa (4-1) frente ao Boavista. Vinícus (bis), Cervi e Gabriel marcaram os golos das águias, que foram para o intervalo da partida empatadas (1-1). Stojiljkovic marcou o único golo dos axadrezados.

O encontro começou com um ritmo frenético, com a primeira oportunidade a pertencer à equipa da casa. Paulinho ganhou espaço à entrada da área e rematou à figura de Vlachodimos. No lance seguinte, o Benfica, por intermédio de Pizzi, introduziu a bola na baliza de Bracali. O melhor marcador do campeonato viu o golo ser-lhe anulado por fora de jogo.

Aos sete minutos, um dos casos do jogo - cartão amarelo mostrado a Cervi, por simulação de falta na área do Boavista. As imagens não foram esclarecedoras. O banco do Benfica protestou.

O Benfica tentava intrometer-se no meio-campo axadrezado, mas a equipa de Lita Vidigal apresentava um bloco defensivo muito organizado. Os encarnados tentavam o jogo interior e, num lance de entendimento, Pizzi foi carregado junto à meia-lua. Na sequência do livre direto, Grimaldo rematou por cima.

À passagem da meia hora de jogo, a defensiva do Boavista perdeu a bola em zona perigosa e Chiquinho aproveitou. Depois de passar pelos centrais, foi carregado em falta por Obiora. O árbitro mostrou cartão amarelo ao defesa ao médio axadrezado. Pizzi na marcação do livre rematou por cima.

Logo a seguir, o Benfica, que ia ameaçando, chegou à vantagem. Carlos Vinícius abriu o marcador no Bessa. Mérito para a assistência primorosa de Pizzi. O avançado brasileiro marcou o oitavo golo na Liga.

O Boavista não sentiu o golo e respondeu. Jogada pelo lado esquerdo, com Tomás Tavares a não conseguir o corte. Marlon conseguiu cruzar para área e Rúben Dias falha o corte, deixando Stojijkovic à vontade na pequena área para cabecear para o fundo das redes de Vlachodimos.

A segunda parte começou como acabou a primeira - um jogo equilibrado, com as duas as equipas a procurarem os erros uma da outra. Mas o Benfica foi melhor no momento decisivo. Chiquinho tentou a meia distância, mas Bracali negou-lhe o golo com um voo.

Numa nova jogada, iniciada pelo lado esquerdo, Grimaldo viu a desmarcação de Carlos Vinícius, que cruzou para Cervi, com um toque subtil, colocar a bola na baliza de Bracali.

O Boavista chegou-se à baliza de Vlachodimos, mas faltou definição no momento da finalização. O Benfica pressionava o meio campo e a estratégia deu frutos. Grimaldo roubou a bola e assistiu Carlos Vinicíus. O brasileiro, de primeira, marcou o terceiro golo da noite. Mais um golaço para a conta pessoal do avançado ex-Nápoles.

O golo de Vinícius deu ao Benfica a tranquilidade, uma vez que o Boavista já não tinha armas para responder. A equipa de Bruno Lage optou por controlar o resultado e criou poucas oportuidades. Os axadrezados também não conseguiram incomodar a defensiva encarnada.

Já nos descontos, Gabriel conseguiu ampliar a vantagem, na sequência de um livre indireto apontado por Grimaldo.

Onze do Boavista: Bracali; Fabiano, Ricardo Costa, Neris e Marlon; Carraça, Gustavo Sauer, Obiora e Rafael Costa; Stojiljkovic e Paulinho.

Onze do Benfica: Vlachodimos, Tomás Tavares, Rúben Dias, Ferro, Grimaldo, Pizzi, Taarabt, Gabriel, Cervi, Chiquinho e Vinícius.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de