"Estou convencido que Miguel Oliveira chegará ao topo." Piloto estreia-se no MotoGP

Presidente da Federação Internacional de Motociclismo está em Doha, no Qatar, onde irá acompanhar a prova de estreia do piloto português. Jorge Viegas não tem dúvidas que Miguel Oliveira irá chegar ao topo numa modalidade onde já se nota o seu "impacto".

O piloto português Miguel Oliveira estreia-se no próximo domingo na principal prova mundial de motociclismo, o MotoGP. O primeiro Grande Prémio da temporada realiza-se na cidade de Doha, a capital do Qatar.

Na liderança da Federação Internacional de Motociclismo (FIM) está também um português. Jorge Viegas, que irá assistir à prova no Médio Oriente, garante que a presença do piloto de Almada já tem um impacto na modalidade em Portugal.

"Para se poder desenvolver uma modalidade ou temos milhares de praticantes ou temos de ter heróis. E neste caso, finalmente temos a referência que é o Miguel Oliveira e já se nota no número de miúdos e jovens que querem aderir a esta disciplina", afirmou Jorge Viegas.

Em declarações à TSF, o responsável destacou o trabalho realizado por Miguel Oliveira para chegar ao patamar mais alto da modalidade.

"Começou com 9 anos. Levou muitos anos para chegar ao topo da modalidade. Seria impensável chegar, ver e vencer mas o Miguel está muito situado para poder progredir e evoluir nos próximos anos. Estou convencido que vai estar no topo, sendo que tudo vai depender do desenvolvimento da KTM", sublinhou.

Com o piloto português entre a elite do motociclismo Mundial, os adeptos da modalidade esperam ter uma prova em Portugal. A ambição é justa e Jorge Viegas não descarta essa possibilidade.

"Portugal perdeu o Grande Prémio por culpa própria. Porque nós tivemos a prova durante 12 anos no Estoril e depois alguém percebeu que era melhor aplicar o dinheiro para desenvolver o turismo da região noutras modalidade", lembrou, garantindo que há esperança e vontade política no regresso da prova a território nacional, o que poderá acontecer em 2022.

O MotoGP, que contará pela primeira vez com um piloto português, inicia a temporada em Doha, o único Grande Prémio que se realiza à noite.

Miguel Oliveira, de 24 anos, nunca escondeu a vontade de chegar ao título mundial. Em 2011 estreou-se no Mundial de velocidade, tendo sido já duas vezes vice-campeão, em 2015 no Moto3 e em 2018, em Moto2. Durante a carreira, alcançou 34 pódios e quatro pole positions".

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de