Desporto

Francisco Geraldes, o jogador que lê Orwell e sonha ser "ídolo no Sporting"

A TSF levou o jovem futebolista emprestado pelos leões ao Rio Ave à Feira do Livro do Porto.

Francisco Geraldes assume-se como um futebolista com gostos diferentes. Apaixonado pela leitura, o jogador emprestado pelo Sporting ao Rio Ave, tem em George Orwell o seu escritor favorito.

É um frequentador habitual das feiras do livro. "À de Lisboa já fui muitas vezes, mas nunca tinha vindo à do Porto", conta à TSF.

Apreciador da escrita de George Orwell, Chico Geraldes, gosta também muito de ler Kafka e Khaled Hosseini. Aliás, o livro que mais gostou de ler foi "1984", de George Orwell. "Um livro que fala de um regime de ditadura..."

O jogador do Rio Ave tem uma tendência para comprar livros de ficção que retratem um período histórico, mas também gosta de ler policiais.

Atualmente, está a ler "King Of The World". "Uma autobiografia de Muhammad Ali, mas como ele está com Parkinson, é um jornalista que escreve o livro."

Nesta visita à Feira do Livro do Porto, o jogador formado no Sporting recordou que o primeiro livro que leu foi o "Alquimista", de Paulo Coelho.

Francisco Geraldes vive em Vila do Conde. É natural, por isso, que o jogador queira tomar conhecimento, o mais rapidamente possível, da obra de José Régio. "Tenho planeado ler... Se ele escreveu algo sobre Vila do Conde, obviamente que isso é do meu interesse."

Ter vindo jogar por empréstimo para o Rio Ave não é visto por Francisco Geraldes como o andar umas páginas para trás no livro de uma carreira. "Muito pelo contrário! Significa andar uns capítulos para a frente. Tomei a melhor opção. Eu sabia que não iria ter oportunidades de jogar com regularidade no Sporting."

Seja como for, Geraldes tem o sonho de jogar de leão ao peito e de vingar em Alvalade. "Gostava de ser um ídolo no Sporting."

Nesta conversa com a TSF, Francisco Geraldes nunca se acanhou em mostrar ser um futebolista algo atípico, que tem gostos muito diferentes. Por exemplo, só há pouco tempo comprou carro e em Lisboa é frequente vê-lo andar de Metro. "Tanto pelo trânsito, como pelo valor dos parquímetros."

Voltando à leitura, o jovem futebolista gosta também muito de ler José Saramago. "Há muito o mito que Saramago é difícil de ler por causa da pontuação, mas é, se calhar, uma ideia de quem nunca experimentou ler, porque é, de facto, um escritor extraordinário."

Recorde-se que Francisco Geraldes já foi "apanhado", no banco de suplentes do Sporting, a ler José Saramago.

Chico Geraldes, visitou quase todos os stands da Feira do Livro do Porto, mas desta vez não comprou nada. "Ainda tenho muitos livros para ler em casa. Enquanto não os ler não faz sentido estar a comprar mais."

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

  COMENTÁRIOS