Taça de Portugal

Doumbia fez hat-trick, mas foi Gelson quem mais brilhou

44, 64 e 74 minutos. Três golos de Doumbia à ponta de lança, a ter apenas de encostar. Aos 88 minutos, Gelson Martins fez o 4-0.

4-0 é goleada e posto assim até parece que o jogo foi fácil, mas não foi bem assim. O Sporting demorou a colocar-se no caminho da vitória e só mesmo em cima do intervalo marcou o primeiro golo, por Doumbia, a aproveitar uma defesa incompleta do guarda-redes do Vilaverdense.

A segunda parte foi bem diferença, mas só a partir da hora de jogo, com a entrada em campo de Gelson Martins. Outro nível, outra velocidade, que se refletiram quatro minutos após ter entrado em campo, com uma grande jogada onde Doumbia só teve de encostar.

Como não há duas sem três, aos 74 minutos, novo golo de Doumbia, novamente a só ter de encostar. Jogada de Gelson, cruzamento de Ristovski e hat-trick do costa-marfinense.

Para terminar, corrida desenfreada de Gelson pelo meio da defesa do Vilaverdense e 4-0. Goleada, sim, mas há um antes e um depois de Gelson.