Trail

Mundial de Trail em Portugal pode ser o mais competitivo e participado de todos

Prova portuguesa é um ecoevento.

Será um ano para bater records. É o que pensa o tricampeão mundial de trail, que esteve em Miranda do Corvo para a apresentação do Campeonato Mundial de Trail, que este ano se realiza em Portugal pela segunda vez na história da modalidade. É o Trail World Championships 2019. As provas decorrem de 7 a 9 de junho. Serão mais de 50 países representados e milhares de atletas.

Contudo, Miranda do Corvo já começa a receber atletas de todo o mundo para treinarem para a prova. Luis Alberto Hernando é disso um exemplo. É espanhol e já venceu o campeonato mundial de trail três vezes consecutivas. Está em Miranda do Corvo para treinar e espera uma prova bastante competitiva. "Neste desporto a cada ano que passa fica mais competitivo e acho que este ano vai bater todos os recordes, de participação de seleções e corredores".

A organização da edição deste ano do campeonato do mundo está a cargo da Associação Aburtrica, que organiza o trilho dos abutres, um dos mais participados do país. Luis Hernando foi convidado de honra da gala de apresentação da prova mundial, mas veio para o terreno mais cedo e de sapatilhas.

Campeão três vezes, campeão quatro vezes? É provável que não.

Este mundial de trail será um ecoevento. O percurso começa na vila de Miranda do Corvo, passa pelo Parque Biológico e por Gondramaz, uma das Aldeias de Xisto, e continua pelos trilhos da serra da Lousã.

Tiago Araújo, da organização do campeonato do mundo de trail, refere que as seleções ainda se podem inscrever até final de fevereiro, mas contam com 55. Algumas delas vão passar por Miranda do Corvo ainda antes da prova.

Quem conhece a prova dos abutres conhece a dureza do terreno que espera os atletas. "São provas bastante competitivas. Tivemos que aligeirar na parte técnica para que a candidatura fosse submetida, mas é absolutamente épico trazer aqui os melhores do mundo", afirma.

A Associação Abutrica organiza o evento, em parceria com a Federação de Atletismo de Portugal e a Associação de Trail Running de Portugal, e com a Associação Internacional de Ultra Runners e a Associação Internacional de Trail Running.

  COMENTÁRIOS