Futebol

Benfica cola-se ao Sp. Braga na liderança provisória da liga

Os encarnados venceram por 3-1 com um autogolo de Ghazal, e golos de Carillo e Jiménez. O Nacional ainda conseguiu empatar o jogo, por Tobias Figueiredo.

O Benfica ameaçou algumas vezes e acabou por chegar ao golo à passagem do minuto 18 com a ajuda do guarda-redes Rui Silva, que abordou muito mal o cruzamento de Pizzi, e Ali Ghazal, que empurrou a bola para dentro da própria baliza.

O Nacional respondeu na mesma moeda aos 64 minutos, por Tobias Figueiredo, central emprestado pelo Sporting à equipa insular. Canto na esquerda de Salvador Agra e cabeceamento de Tobias Figueiredo. Jogada entre colegas que estiveram no Brasil nestes Jogos Olímpicos.

Rui Vitória colocou Celis e Carrillo em campo para responder ao empate do Nacional e as coisas correram bem e muito depressa. Jiménez colocou em Salvio na direita e o argentino apenas teve de cruzar para Carrillo, que retirou um adversário da frente e fez o 2-1, aos 69 minutos, acabadinho de entrar em campo. Mais um golo com memórias de Alvalade.

Já nos descontos, aos 90'+2, Jiménez antecipou-se a Washington, que ao não conseguir aliviar a bola deixou o mexicano isolado a caminho do resultado final, o 3-1.

Com este resultado, o Benfica passa a somar sete pontos, os mesmos que o Sp. Braga, e ambas as equipas esperam pelo resultado do clássico de amanhã, entre o Sporting e o FC Porto, para saberem se continuam na frente do campeonato.

Rui Vitória, treinador do Benfica, considerou a entrada do Benfica em campo categórica, sublinhando que mesmo após o empate a equipa não perdeu a convicção. Manuel Machado frisou que a estatística de ambas as equipas foi muito parecida e que o Nacional está de parabéns.