Futebol

Rio Ave vence Sp. Braga e volta 30 anos depois à final da Taça de Portugal (vídeo)

O Rio Ave vai marcar presença pela primeira vez em 30 anos na final da Taça de Portugal, depois de ter derrotado em casa o Sp. Braga por 2-0. Ukra e Ruben Ribeiro marcaram os golos dos vilacondenses.

O Rio Ave garantiu, esta quarta-feira, a sua primeira qualificação para a final da Taça de Portugal em 30 anos, ao bater em casa o Sp. Braga por 2-0, após o "nulo" da primeira mão.

A equipa vilacondense, que conseguiu a sua segunda presença de sempre na final do Jamor e um apuramento inédito para as competições europeias, começou a construir a sua vitória por Ukra aos 27 minutos, num livre direto que surpreendeu Eduardo.

Apesar de estar em vantagem, o Rio Ave continuou a pressionar a baliza de Eduardo, com Tarantini e Pedro Santos a criarem perigo ainda na primeira parte.

Os bracarenses apenas responderam a dois minutos do intervalo, mas o remate de Rusescu não teve êxito porque bateu no central Marcelo.

Após um início de segunda parte sem grandes oportunidades do golo, o Rio Ave acabou por confirmar o seu triunfo graças ao recém-entrado Rúben Ribeiro num remate de fora da área a que Eduardo não se conseguiu opor aos 69 minutos.

Na final da Taça de Portugal, os vilacondenses vão encontrar o Benfica, que afastou o FC Porto, numa partida marcada para 18 de maio.

Sob a arbitragem de Artur Soares Dias, do Porto, no Estádio do Rio Ave FC, com a assistência de cerca de sete mil espectadores, as equipas alinharam da seguinte forma:

Rio Ave: Ederson, Lionn, Rodriguez, Marcelo, Edimar, Felipe Augusto, Tarantini, Braga (Tiago Pinto, 81), Ukra, Hassan (André Vilas Boas, 87) e Pedro Santos (Rúben Ribeiro, 64).

Suplentes: Ventura, Diego, André Vilas Boas, Tiago Pinto, Júlio Alves, Velikonja e Rúben Ribeiro

Sp. Braga: Eduardo, Miljokovic, Paulo Vinicius, Aderlan Santos, Mauro, Luíz Carlos, Rúben Micael (Éderzito, 64), Rafa (Alan, 72), Rusescu (Erick Moreno, 81) e Pardo.

Suplentes: Cristiano, André Pinto, Erik Moreno, Ederzito, Custódio, Alan e Tomás Dabo.

Ação disciplinar: cartão amarelo para Aderlan Santos (26), Ukra (45+1), Miljokovic (49), Rusescu (50), Edimar (65), Joãozinho (76), Rodriguez (88), Erik Moreno (90+2).