Jogadores querem seguro de vida só para a Covid-19

Joaquim Evangelista defende que os jogadores devem concentrar-se no seu trabalho e é importante dar-lhes garantias de que o riscos associados à Covid-19 estão salvaguardados.

O Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol quer um seguro de saúde só para cobrir a Covid 19. Com o regresso dos treinos e da competição, Joaquim Evangelista diz que muitos atletas estão apreensivos, o atual seguro de acidentes de trabalho não responde ao coronavírus. O Sindicato já apresentou a proposta à Liga de Futebol Profissional.

Joaquim Evangelista afirma que o risco é reduzido, mas é fundamental dar segurança aos jogadores: "É importante tranquilizar a comunidade desportiva, aquilo que está a ser feito e que o sindicato pretende juntamente com a Federação e com a Liga é resolver este problema do covid 19 e do risco que pode ter. Sabemos que o risco é residual nesta população, mas importa salvaguardá-lo."

O sindicalista acrescenta que "o seguro de acidentes pessoais não cobre este risco e à falta de melhor solução o que propusemos foi um seguro de vida. Estou convencido que vamos resolver este assunto e ainda esta semana possamos tranquilizar os jogadores".

Joaquim Evangelista defende que os jogadores devem concentrar-se no seu trabalho e é importante dar-lhes garantias de que o riscos associados à Covid 19 estão salvaguardados: "O sindicato, a Liga e a Federação estão comprometidos neste assunto, não deve ser preocupação para os jogadores, nós vamos dar uma resposta e garantir essa cobertura. Para evitar que todos os dias se coloque esse tema na agenda desportiva".

O Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol já apresentou a proposta à Liga e pediu apoio à Federação. O regresso da I Liga está marcado para 4 de junho.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de