100, 101. Com Ronaldo faz-se história e Portugal volta a vencer na Liga das Nações

Portugal venceu a Suécia e Cristiano Ronaldo bisou. Veja e ouça o relato TSF dos golos.

Portugal voltou à Suécia e Ronaldo voltou a ser muito feliz. A seleção venceu a equipa nórdica por 2-0, com um bis de Cristiano. O capitão da Seleção marcou os seus 100.º e 101.º com a camisola das quinas, numa noite que ficará para sempre na sua memória.

Depois da vitória categórica contra a Croácia, a Seleção nacional viajou até Estocolmo para procurar a segunda vitória nesta edição da Liga das Nações frente à Suécia.

A última vez que Portugal visitou a capital sueca foi em 2013, num jogo memorável para Portugal e Cristiano Ronaldo. O capitão, que nesse jogo apontou um hat-trick e "colocou" a equipa das quinas no Mundial do Brasil, estava em dúvida para este encontro, mas recuperou da lesão a tempo e foi titular.

CR7 entrou para o lugar de Diogo Jota, tendo essa sido a única alteração promovida por Fernando Santos.

Nos primeiros 20 minutos, o jogo foi repartido por ambas as equipas, com Portugal a alternar entre o 4-4-2 e 4-3-3. Ronaldo era o homem mais móvel do ataque português.

No entanto, a equipa mais perigosa era a Suécia, que se chegou por diversas vezes, com perigo, junto à baliza de Anthony Lopes.

Pepe a meio da primeira parte teve nos pés o primeiro golo do jogo, mas a defensiva sueca antecipou-se. Aos 22 minutos, eis a primeira contrariedade do encontro para a Seleção.

Bernardo Silva sentiu uma picada e sentou-se, tendo sido de imediato substituído por Gonçalo Guedes. Logo a seguir, aos 25 minutos, após jogada de entendimento entre Cancelo e Guedes, Portugal conquistou um canto.

Na sequência do lance, Ronaldo conseguiu rematar para um grande defesa, in extremis de Olsen, que negou o golo ao capitão português.

A Suécia tentou responder, mas o ataque era menos eficaz que a defesa. A organização defensiva não deixar Portugal progredir, mas houve exceções. Aos 40 minutos, Ronaldo isolou-se pelo lado direito do ataque e, na cara de Olsen, CR7 disparou para nova grande defesa do guardião sueco que pertence aos quadros da AS Roma.

Em cima do intervalo, um dos momentos do jogo. O médio Svensson, que já tinha cartão amarelo, entrou sobre João Moutinho de forma agressiva e o árbitro da partida mostrou-lhe o segundo amarelo e consequente vermelho.

A falta foi cometida na meia-lua, bem ao jeito de Cristiano Ronaldo. O capitão respirou fundo e mostrou o porquê de ser um dos melhores jogadores do planeta: CR7 apontou o seu golo 100 pela seleção de livre direto.

Na segunda parte, o jogo começou com sentido único. Portugal foi para o ataque à procura de aumentar a vantagem, neste jogo crucial para as aspirações portuguesas na Liga das Nações.

Aos 59 minutos, já depois de vários ataques perigosos por parte dos elementos mais adiantados da Seleção, Bruno Fernandes surgiu solto na área e acertou na barra da baliza de Olsen. Foi por muito pouco que o médio do Manchester United não festejou o golo em dia de aniversário.

E se a Suécia não conseguia chegar-se à baliza de Anthony Lopes, Portugal aproveitava. O segundo golo apareceu com naturalidade e, só podia ser, pelos pés de Cristiano Ronaldo.

À entrada da área, o capitão inspirou-se e apontou novamente outro golaço, que deixou adversários e os próprios colegas de boca aberta. Foi o sétimo golo marcado por CR7 aos suecos, numa noite em que se mostrou muito inspirado.

A poucos minutos dos 90, Portugal perdeu a oportunidade de aumentar a vantagem. Bruno Fernandes tentou o remate, dentro da área, mas a bola sobrou para João Félix, que por milímetros não conseguiu finalizar.

Onze de Portugal: Anthony Lopes; João Cancelo, Rúben Dias, Pepe e Raphael Guerreiro; Bruno Fernandes, Danilo e João Moutinho; Bernardo Silva, João Félix e Cristiano Ronaldo.

Onze da Suécia: Olsen; Krafth, Helander, Jansson, Augustinsson; Kulusevski, Olsson, Svensson, Forsberg; Isak, Berg.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de