Futebol

SAD do Sporting aprova salários para membros do Conselho de Administração

O presidente Bruno de Carvalho vai auferir um salário de cinco mil euros, ao passo que os dois administradores executivos da SAD do Sporting vão ganhar 3500 euros brutos cada.

A Assembleia-geral da SAD do Sporting aprovou a folha de salários dos membros do Conselho de Administração, uma despesa que vai ficar mais barata que no último mandato.

Tendo em conta o difícil momento que o clube atravessa, o presidente Bruno de Carvalho vai ganhar cinco mil euros brutos, havendo depois mais dois administradores que terão um vencimento de 3500 euros brutos por terem um cargo executivo.

O presidente da Assembleia-geral da SAD sportinguista explicou que, para além de Bruno de Carvalho, Carlos Vieira e Guilherme Pinheiro terão também cargos executivos na empresa que gere o futebol profissional do clube.

João Sampaio acrescentou ainda que os restantes dois administradores não executivos não vão ser remunerados «no âmbito desta política de remuneração que sugerimos e que os acionistas hoje aprovaram».

Esta decisão aprovada por larga maioria partiu de uma proposta de uma comissão de acionistas, mas os sócios do clube ainda se vão pronunciar na sexta-feira em assembleia-geral se concordam com o salário pago a Bruno de Carvalho.

João Sampaio indicou ainda que o «no mandato anterior, o Conselho de Administração auferia a quantia global de 360 mil euros e a comissão de acionistas entendeu reduzir substancialmente esse montante global».

Os acionistas aprovaram ainda um voto de confiança à administração de Bruno de Carvalho bem como o relatório de gestão e contas da última época com mais de 43 milhões de euros de prejuízo.