Surto de Covid-19 no Sporting terá origem nos colégios de filhos de jogadores e staff

Os filhos de elementos da equipa terão contraído a doença em ambiente escolar, o que deu origem ao foco de contágio.

Os colégios dos filhos dos jogadores e staff do Sporting estarão na origem do surto no clube. A TSF sabe que, além dos oito jogadores já infetados, tiveram teste positivo o treinador, o diretor clínico e outro jogador que o Sporting mantém no anonimato.

Os filhos de alguns elementos da equipa terão contraído o novo coronavírus em ambiente escolar, sem que revelassem sintomas da doença.

Há dez casos de Covid-19 no Sporting, sendo que o teste positivo de Rúben Amorim e de um outro jogador foi conhecido esta quarta-feira. O médico João Pedro Araújo será o segundo elemento do staff infetado, além dos futebolistas.

A TSF apurou que estão em isolamento os guarda-redes Luís Maximiano e Renan Ribeiro, os defesas Gonçalo Inácio e Cristian Borja, o médio Rodrigo Fernandes, e os reforços para o ataque Pedro Gonçalves e Nuno Santos.

Todos os jogadores do plantel, tal como o treinador e o diretor clínico, estão assintomáticos e em isolamento, a cumprir a quarentena obrigatória de 14 dias.

Além do jogo com o Gil Vicente, os elementos com Covid-19 falham, pelo menos, o encontro decisivo da terceira pré-eliminatória da Liga Europa e a segunda jornada na Mata Real frente ao Paços de Ferreira.

A comitiva leonina viajou para o Algarve, onde está a estagiar antes do início da temporada. O Sporting tem encontro marcado com o Gil Vicente no sábado às 18h30, em Alvalade.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de