FC Porto vence em Guimarães com penálti de Taremi e mantém Sporting a seis pontos

Veja o golo. Iraniano marcou um penálti e viu Bruno Varela defender outro.

O FC Porto venceu, este domingo, o Vitória SC por 1-0 com um golo de Mehdi Taremi ainda na primeira parte, de grande penalidade. O iraniano conquistaria outro castigo máximo no segundo tempo - e num lance idêntico ao da primeira parte - mas falhou o remate que poderia ter feito o 2-0. Com este resultado, os dragões somam 79 pontos e voltam a ter mais seis do que o Sporting, segundo classificado, e batem um recorde: são 57 jogos consecutivos sem perder na Primeira Liga. O Vitória SC mantém o sexto lugar, com 39 pontos.

O jogo assumia, desde cedo, uma toada praticamente unidirecional. A precisar de vencer para manter o adversário mais próximo a uma distância de seis pontos, coube à equipa de Sérgio Conceição pegar no jogo e, ora por Zaidu, ora por Pepê e João Mário, o perigo ia nascendo a partir das alas.

A carga azul e branco deu frutos pouco depois dos 30 minutos de jogo, quando Taremi conquistou uma grande penalidade após entrada fora de tempo de Bruno Varela. Na marcação, o iraniano rematou para o seu lado esquerdo e, enganou o guardião e fez o 1-0.

Estupiñán, nem dois minutos depois, teve a resposta nos pés, mas não conseguiu fazer o empate. O intervalo chegava ao D. Afonso Henriques com o FC Porto em vantagem.

A manter o pé no acelerador, Taremi inspirou-se no primeiro golo para, quase a papel químico, quase conquistar o segundo. O iraniano voltou a surgir na cara de Bruno Varela, voltaram a chocar e houve novo penálti. Na conversão acabaria a imitação. Desta vez Bruno Varela adivinhou o lado e impediu o 2-0 pouco depois dos 60'.

Começava a guerra dos bancos. De um lado e do outro, ataque. Pelo FC Porto, Evanílson e Galeno entravam para os lugares de Taremi - que saiu desolado - e de Fábio Vieira. No Vitória, Pepa abdicava do médio defensivo Bamba para lançar, lá na frente, Bruno Duarte.

Mas Jorge Fernandes, obrigado a sair por lesão depois de um lance disputado com Mbemba, e Estupiñán, que viu o segundo amarelo após entrada sobre João Mário, dificultaram a vida de Pepa. Ainda assim, o técnico português gastou as três últimas substituições de uma assentada só: Luís Esteves, Nélson da Luz e Borevkovic para os lugares de Rafa Soares, Janvier e Jorge Fernandes.

Sérgio Conceição respondeu aos 90' - com seis minutos de descontos pela frente - ao fazer entrar Eustáquio para o lugar de João Mário... Até um adepto entrar no relvado para pontapear jogadores do Vitória SC. Depois de ter tentado abraçar Rochinha, acabou por atingi-lo na parte de baixo das pernas. Foi intercetado pelos restantes jogadores e retirado do relvado pela equipa de segurança.

Fábio Cardoso entrou para o lugar de Otávio numa tentativa de fechar o jogo pelo FC Porto, mas não sem que algumas cadeiras voassem das bancadas para o relvado.

Onze do Vitória SC: Bruno Varela, Miguel Maga, Jorge Fernandes (81'), Mumin, Rafa Soares (81'), André Almeida, Bamba (74'), Janvier (81'), Lameiras (66'), Rochinha e Estupiñan

Onze do FC Porto: Diogo Costa, João Mário (90'), Mbemba, Pepe, Zaidu, Grujic, Vitinha, Otávio (90+6'), Fábio Vieira (69'), Pepê e Taremi (69')

O jogo foi arbitrado por João Pinheiro, assistido por Tiago Costa e Luciano Maia. No VAR esteve Rui Costa.

Suplentes do Vitória SC: Trmal, Borevkovic (81'), Quaresma, Bruno Duarte (74'), Nélson da Luz (81'), Geny (66'), Gui, João Ferreira, Luís Esteves (81')

Suplentes do FC Porto: Marchesín, Fábio Cardoso (90+6'), Francisco Conceição, Galeno (69'), Wendell, Toni Martínez, Evanílson (69'), Fernando Andrade, Eustáquio (90')

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de