Autocarro robot vai chegar à cidade do Porto

A STCP vai experimentar um autocarro sem condutor e movido a energia elétrica, com baterias que podem durar cerca de oito horas.

A Sociedade de Transportes Públicos do Porto (STCP) revelou à TSF que os primeiros testes com os novos autocarros vão ser feitos no próximo ano no quadro de um consórcio europeu.

Nesta altura está a decorrer a fase de consulta ao mercado para a escolha dos veículos que já têm data para serem ensaiados em várias cidades europeias e uma delas é o Porto.

O diretor administrativo e financeiro da STCP, Paulo Ferreira, explica que "o teste piloto está previsto iniciar-se até ao final do ano 2019".

E esses testes vão decorrer nas ruas da cidade, "em ambiente aberto no Porto. O objetivo é que funcione no Porto e estamos a reunir todas as condições para a sua implementação", que por 2020.

O consórcio de que o Porto faz parte, chama-se FABULOS.EU e é liderado pela agência de inovação da cidade de Helsínquia que convidou a STCP. "A STCP entra no consórcio a convite do fórum Virium de Helsínquia pelo fato da STCP ser considerada uma empresa inovadora e com um histórico de projetos de investigação e desenvolvimento na Europa", explica Paulo Ferreira.

Além do Porto e da capital finlandesa estão também a bordo países como a Estónia, a Noruega, a Holanda e a Grécia. Um investimento que tem uma forte componente europeia.

De acordo com Paulo Ferreira "este é um projeto a três anos que globalmente, para todo o consórcio é de 7,8 milhões de euros comparticipado a 90% pela União a Europeia, a fundo perdido. Da parte da STCP, o orçamento é de cerca de 1 milhão de euros, dos quais 100 mil euros são de fundos próprios" repartidos ao longo dos três anos.

Este projeto de autocarros robot quer integrar os veículos autónomos nas redes de transportes públicos clássicos.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de