crise dos combustíveis

"Os serviços mínimos não resolvem o problema." Marcelo quer Governo a ajudar ao diálogo

Marcelo lembrou que as reivindicações dos motoristas são "uma questão antiga" e que deve ser "acompanhada permanentemente".

O Presidente da República considera que o Governo deve ajudar ao diálogo entre o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas e as empresas, sublinhando que este "não é qualquer conflito entre privados", tendo em conta que o setor tem "interesse coletivo e interesse estratégico".

PUB

Marcelo Rebelo de Sousa lembrou, em declarações aos jornalistas, que a primeira urgência é assegurar que "os serviços mínimos funcionam mesmo" e ampliá-los de tal forma que seja possível assegurar serviços como a "distribuição dos medicamentos".

Ainda assim, o Presidente da República sublinhou que "os serviços mínimos não resolvem o problema das pessoas" e que é preciso que se debata "a questão de fundo": "É preciso que as duas partes continuem a falar e que o Governo ajude àquela fala."

Marcelo lembrou que as reivindicações dos motoristas são "uma questão antiga" e que deve ser "acompanhada permanentemente".

  COMENTÁRIOS