A jurista Anabela Alves

"Ninguém é intocável no direito internacional penal"

Trabalha em Nuremberga, ao lado da sala 600, onde em 1946 se sentaram os nazis em julgamento. Mestre em Direito Penal Internacional pela Universidade de Londres, Anabela Alves participou no julgamento de Slobodan Milosevic, conhece em detalhe os meandros da investigação e da prova e assegura que ninguém é intocável no direito internacional penal. Acredita que em breve haverá detenções pelos crimes cometidos na Ucrânia e lamenta o facto de ser por culpa dos países ocidentais que não se vai mais longe na aplicação do crime de agressão.

A Turquia é, desde o ano passado, o maior investidor externo na Ucrânia

Uma faca de dois gumes. Turquia, o país que defende a Ucrânia mas não quer enfurecer a Rússia

Perante o escalar da tensão nas últimas semanas entre a Rússia e Ucrânia, a Turquia é um dos países que tem seguido o evoluir dos acontecimentos com maior atenção. Ankara defende a Ucrânia e critica um possível avanço russo. Há poucos dias comemorou os 70 anos como membro da NATO com uma garantia de lealdade para com os aliados ocidentais, mas ao mesmo tempo procura não enfurecer a Rússia, com o qual teria muito a perder.