Funeral do outro mundo: um grama de cinza no Espaço custa quatro mil euros

Os preços variam entre os cinco mil dólares (4390 euros) para voos orbitais, e os 12.500 dólares (11 mil, na moeda única) para viagens no Espaço 'profundo'.

Se a vida começou no Espaço, no buraco negro da morte pode também viajar-se até ao céu. A SpaceX, com as cinzas de 152 pessoas, já foi lançada para para o Espaço no foguetão Falcon Heavy, o sistema de lançamento operacional mais poderoso do mundo. A missão, designada 'Space Test Program 2', estava programada para arrancar até às 02h30 desta terça-feira.

O objetivo da missão era colocar 24 satélites em órbita ao redor da Terra, bem como as cinzas de 152 pessoas mortas. O envio espacial dos restos cremados foi facilitado pela empresa Celestis Memorial Spaceflights, que compra espaço disponível em naves, e instala um recipiente com pequenas cápsulas de metal onde se armazenam as cinzas.

Para que os restos mortais possam entrar em órbita, depois da cremação, a SpaceX tem de realizar o que Elon Musk, fundador da empresa e CEO da Tesla Motors, apelida de "o nosso lançamento mais difícil de todos os tempos". A complexidade da missão deve-se à variedade dos 24 satélites envolvidos, para os quais se torna necessário usar mecanismos de combustão diversificados, adiantou a Business Insider.

Mas outro marco pode ainda ser atingido durante esta missão: um dos satélites enviados contém o 'Deep Space Atomic Clock', da NASA, um dispositivo inovador que pode alterar a forma como robôs e astronautas navegam pelo Espaço. Outro ainda inclui o 'LightSail da Planetary Society', um projeto-piloto que poderá mudar a forma como os veículos são impulsionados para o seu destino.

Desde a sua fundação, em 1994, a Celestis Memorial Spaceflights já fez voar restos decorrentes da cremação em 15 foguetões diferentes, em oito voos suborbitais em movimentos ascendentes e descendentes, seis à volta da Terra e um que caiu na Lua.

Entre os participantes homenageados estão crianças, entusiastas do Espaço, cientistas, engenheiros, astronautas e autores. A Celestis fez voar algumas cinzas do geólogo e cientista Eugene Shoemaker para a Lua em 1998, e enviou os restos mortais do ator James "Scotty" Doohan para órbita terrestre em 2008.

Os técnicos da Celestis colaram cada uma das 152 cápsulas a uma manga metálica da nave, presa depois ao andar superior. Nem todas as cápsulas têm o mesmo peso ou tamanho. Uma família pode escolher entre um ou sete gramas de cinzas.

Os preços variam entre os cinco mil dólares (4390 euros) para voos orbitais, segundo o site da Celestis, e os 12.500 dólares (11 mil, na moeda única) para viagens no Espaço 'profundo'. No Universo infinito, a humanidade pode encolher até ser quase poeira estelar com frases gravadas em lápide: 'Desligamo-nos juntos.'

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de