Universidade de Harvard atribui prémio a Aveiro pela aposta na inovação

A cidade de Aveiro foi premiada pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos pela forma como o projeto "Aveiro Tech City" procura envolver a comunidade na inovação.

Londres, Sydney e Los Angeles foram algumas das cidades que, a par de Aveiro, receberam a distinção oferecida por Harvard.

A cidade portuguesa ganhou na categoria Envolvimento Comunitário. Ribau Esteves, o presidente da Câmara, afirma que a distinção é um "símbolo de qualidade e competência daquilo que já foi feito" e também um elemento "importantíssimo de incentivo" para que o caminho continue a ser feito.

O projeto premiado, o Aveiro Tech City, procura estimular a inovação na cidade de várias formas e em todas as idades. O autarca dá como exemplos disso mesmo a instalação "dos TechLabs em todas as escolas do primeiro Ciclo até ao ensino Secundário" do município, mas também "os Bootcamps , que são ações de formação específicas para "profissionais que querem mudar a sua vida para a área das tecnologias".

Fora das salas de aula há outras dimensões onde o Aveiro Tech City se faz sentir e onde a cidade tem procurado ser inovadora.

Ribau Esteves dá como exemplo "a energia, que teve como grande emblema o projeto-piloto da aplicação dos motores elétricos nos moliceiros". Uma iniciativa que teve recentemente um desenvolvimento, ao ser adjudicada a "instalação dos carregadores" nos vários cais da cidade "para que de seguida se coloquem os motores elétricos em todos os moliceiros".

Mas na cidade famosa pela Ria, a inovação vai para além dos canais. Tanto assim que Aveiro tem em atividade os Aveiro Tech City - Living Labs, entre os quais se destaca a instalação pioneira de uma rede 5G. Uma infraestrutura montada pela Altice Labs que não tem uma oferta comercial, antes tem como objetivo "que empresas possam vir testar produtos, investigadores possam fazer trabalho de investigação de desenvolvimento".

Desse laboratório vivo faz também parte uma rede de fibra ótica e tudo isso, granate Ribau Esteves, "já está a funcionar desde outubro de 2020".

No fundo, é uma comunidade melhor apetrechada para um mundo cada vez mais tecnológico que se pretende construir em Aveiro. E também criar condições para que na cidade sejam cada vez mais os empregos de base tecnológica.

O prémio "de envolvimento da comunidade" foi entregue a Aveiro pelo Centro de Tecnologia e Empreendedorismo da Universidade de Harvard. A cidade portuguesa foi a única da União Europeia a ser distinguida.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de