Crise Migratória

Navio Aquarius procura um porto na Europa para desembarcar centenas de migrantes

A bordo da embarcação estão 141 migrantes e refugiados, incluindo 78 crianças.

O navio Aquarius está à procura de um porto para desembarcar os 141 migrantes que resgatou na costa Líbia durante a última semana.

As ONGs SOS Mediterrâneo e Médicos sem fronteiras lançaram um apelo aos governos europeus para responderem ao pedido de desembarque.

Segundo avança o jornal El Mundo, o governo espanhol ainda não se ofereceu para acolher a embarcação.

Das 141 pessoas a bordo, o Aquarius transporta 73 menores de idade, sendo que 67 não estão acompanhadas.

"Embora a condição médica dos resgatados seja estável agora, muitos estão extremamente fracos e desnutridos", disse a organização dos Médicos Sem Fronteiras em comunicado.

O navio continua a navegar no Mediterrâneo até que tenha uma resposta positiva ao desembarque solicitado aos governos da União Europeia.

Em junho, a embarcação resgatou 629 pessoas, incluindo dezenas de crianças e sete mulheres grávidas. Inicialmente, Itália e Malta recusaram dar permissão ao barco para desembarcar, provocando uma enorme polémica em torno da política migratória existente na União Europeia.

*com agências

  COMENTÁRIOS