Joe Biden entra na corrida presidencial nos EUA

O antigo vice-presidente Joe Biden anunciou a candidatura na rede social Twitter, justificando a candidatura com a defesa dos valores que fundaram os EUA e da própria democracia.

É oficial. Joe Biden, antigo vice-presidente dos Esatdos Unidos entra na corrida pela nomeação dos Democratas para as Presidenciais de 2020.

Numa declaração feita na rede social Twitter, Joe Biden adianta que se candidata porque os valores que fundaram os Estados Unidos, a posição da América no Mundo e a própria democracia estão em risco.

Referindo-se aos acontecimentos em Charlottesville, em 2017, o antigo vice-presidente diz que este foi o ponto de viragem, altura em que percebeu que o país nunca tinha enfrentado um desafio tão grande.

Uma sondagem da Reuters/Ipsos, divulgada quarta-feira, coloca Joe Biden como o favorito a vencer as primárias democratas e a a ser o rival de Donald Trump nas próximas eleições presidenciais nos Estados Unidos. A sondagem da Reuters/Ipsos dá 24% das intenções de voto a Joe Biden. Em segundo lugar, aparece o senador Bernie Sanders, com 15%.

O político norte-americano está à frente de todos os outros candidatos na corrida e reúne os mais altos níveis de apoio de minorias e idosos. A sondagem, realizada entre 17 e 23 de abril, avaliou as preferências de voto de 2.237 democratas e independentes: os dois grupos que podem selecionar o candidato democrata na maioria das disputas estaduais antes das eleições gerais de 2020.

Joe Biden foi vice-presidente de Barack Obama e deixou a Casa Branca em 2016, após dois mandatos. Aos 76 anos, é a terceira vez que tenta chegar à presidência do país. As eleições norte-americanas estão marcadas para 2020.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de