Navio Aquarius já chegou a Malta

Cinco dias depois, termina mais uma odisseia da embarcação Aquarius.

O Aquarius já atracou no porto de Valetta, em Malta. O navio, fretado pela SOS Mediterrâneo e Médicos sem Fronteiras, teve autorização das autoridades maltesas para entrar no porto, depois de ter sido alcançado um acordo entre vários países da Europa.

Portugal, França, Espanha, Alemanha e Luxemburgo vão receber os 141 migrantes resgatados pelo Aquarius, depois de ter sido rejeitado por vários países.

O navio pediu um porto para atracar na sexta-feira. Itália e Malta recusaram e o Aquarius esteve durante quatro dias sem destino definido.

Depois de há dois meses Espanha ter autorizado o desembarque de migrantes no porto de Valência, desta vez recusou, por considerar que a viagem era demasiado longa e punha em risco a vida dos migrantes. Também França defendeu que o Aquarius devia atracar no porto seguro mais próximo.

Esta terça-feira foi possível encontrar uma solução. Com o compromisso de cinco países de receberem estes migrantes, Malta acedeu a deixar atracar o navio.

Nas redes sociais, as organizações que fretaram o navio agradeceram a colaboração destes países.

A maioria dos 141 migrantes a bordo do Aquarius vêm da Somália e da Eritreia. Destes, 67 são menores e muitos viajam sem adultos.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de