nacional

Autarquias gastaram menos em atividades culturais em 2016 - INE

As despesas das autarquias com atividades culturais foram de cerca de 386 milhões de euros, em 2016, o que significou uma redução de 6,5 milhões de euros face a 2015, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com o boletim anual estatístico de Cultura do INE, esta diminuição deveu-se à redução de 52,2% nas despesas de capital, equivalente a 46,9 milhões de euros, em particular por causa dos cortes nas autarquias das regiões Centro, Alentejo e Norte.

Em termos globais, em 2016 houve aumento de despesas em cultura nas autarquias das regiões autónomas dos Açores e da Madeira, e nas áreas metropolitanas de Lisboa e Algarve.

A maior fatia da despesa municipal com cultura - 111,2 milhões de euros - foi para as atividades interdisciplinares, metade das quais para apoio a entidades culturais e recreativas.

As artes de espectáculo absorveram 87,9 milhões de euros das despesas das autarquias, enquanto o património cultural registou 78,9 milhões de euros de despesas.

Às bibliotecas e arquivos municipais foram atribuídos 66,4 milhões de euros.

No total, as despesas com atividades culturais representaram 5,2 por cento no orçamento das autarquias em 2016.