"A pandemia é uma tarefa e o mundo está a falhar"

O diretor da OMS diz que "alguém que pense que a pandemia acabou, porque acabou no sítio onde moram, está a viver num paraíso de idiotas".

O mundo está a falhar na luta contra a pandemia. Quem o diz é o diretor da Organização Mundial da Saúde, Tedros Ghebreyesus, presente esta manhã numa sessão para marcar os Jogos Olímpicos em Tóquio.

"A pandemia é uma tarefa e o mundo está a falhar. Morreram mais de quatro milhões de pessoas e continuam a morrer. Só este ano, o número de mortos é mais do dobro do total do ano passado. No tempo que levo para fazer este discurso, mais de 100 mil pessoas perderão a vida para a Covid-19. E quando a chama olímpica for apagada, a 8 de agosto, vão morrer mais de 100 mil pessoas", sustenta.

O diretor da OMS sublinha que é a primeira vez que participa numa sessão dos Jogos Olímpicos, apesar de já ter sido convidado noutras ocasiões. Tedros Ghebreyesus explica que aceitou o convite para responder à pergunta: quando é que a pandemia vai acabar?

A resposta vem em sinal de alerta:" Estamos agora na fase inicial de uma nova vaga de infeções e mortes. Isto é trágico. O inferno tem coisas destas. Se travarmos apenas uma parte, o resto continua a arder. E as cinzas de um fogo podem facilmente atear outro fogo ainda mais feroz. A ameaça não acabou, em lado nenhum, até que acabe em todo o lado."

"Alguém que pense que a pandemia acabou, porque acabou no sítio onde moram, está a viver num paraíso de idiotas", remata.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de