Caçados pelas barbatanas: 50 espécies de tubarões passam a ser protegidas

A sopa de barbatana de tubarão é um prato comum em vários países asiáticos.

A conferência das partes sobre o comércio internacional de espécies ameaçadas decidiu esta sexta-feira estender o estatuto de proteção a 50 espécies de tubarões em perigo devido ao tráfico das suas barbatanas, cobiçadas na Ásia para fazer sopas.

A decisão foi tomada por consenso, em sessão plenária, no Panamá, onde decorreu a 19.ª Conferência das Partes sobre a Convenção do Comércio Internacional de Espécies de Fauna e Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção.

A proposta para regulamentar a pesca e a comercialização das 50 espécies de tubarão requiem e tubarão-martelo foi a mais discutida na conferência.

A Convenção do Comércio Internacional de Espécies de Fauna e Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção foi assinada nos Estados Unidos em 1973 e ratificada por Portugal em 1980.

O acordo multilateral visa proteger "certas espécies de fauna e flora selvagens contra uma exploração excessiva devido ao comércio internacional".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de