Pelo menos 44 mortos e 56 desaparecidos após tempestade em Pernambuco

As operações de resgate permanecem nas zonas mais atingidas. Mais de quatro mil pessoas foram obrigadas a sair de casa.

O número de mortos devido às fortes chuvas que têm afetado o estado brasileiro de Pernambuco desde o início da semana aumentou este domingo para 44, enquanto o número de desaparecidos subiu para 56, informou fonte governamental.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, disse em conferência de imprensa no Recife, capital do estado, que cerca de 4.000 pessoas que vivem em zonas de risco foram obrigadas a abandonar as suas casas.

"De acordo com a informação atualizada que tenho, registámos 44 mortos, 56 desaparecidos, 25 feridos, 3.957 desalojados e 533 deslocados", disse o ministro, citado pela AFP.

A maioria das vítimas morreu durante os deslizamentos de terra que ocorreram no sábado na região metropolitana do Recife, a mais afetada pela tempestade que atingiu vários estados do nordeste do Brasil, principalmente Pernambuco.

O episódio mais trágico ocorreu na sexta-feira no bairro Jardim Monte Verde, no sul do Recife, onde 20 pessoas morreram quando um deslizamento de terras varreu dezenas de casas.

Embora as chuvas tenham hoje dado uma pausa, o ministro avisou que mais precipitação é esperada nos próximos dias, pelo que o número de vítimas poderá aumentar.

"A primeira coisa é manter as medidas de auto-proteção", disse Daniel Ferreira, citado pela agência espanhola EFE.

O governante integrou uma delegação ministerial que se deslocou à região para sobrevoar a zona afetada pelas chuvas, onde o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, irá na segunda-feira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de