Aparelho não tripulado cai na Croácia. Média locais falam em tecnologia soviética usada pela Ucrânia

A queda do aparelho aéreo não tripulado deixou uma cratera no parque Jarun, ao lado de um lago, tendo sido encontrados dois paraquedas no local.

Um aparelho aéreo não tripulado despenhou-se, na quinta-feira à noite, num parque da capital da Croácia, Zagreb, disse a polícia local, com os média croatas a avançarem que se trata provavelmente de um aparelho de fabrico soviético.

A comunicação social croata aponta que o aparelho poderá ser um meio de reconhecimento de fabrico soviético que tem sido utilizado recentemente pelas forças ucranianas.

As autoridades fecharam todos os acessos ao parque, situado a seis quilómetros do centro da capital croata, não tendo, até ao momento, fornecido - de forma oficial - qualquer detalhe sobre o tipo de aparelho encontrado.

De acordo com um comunicado, a polícia foi alertada pelos residentes da zona, após "uma explosão e a queda do aparelho", que não foi ainda definido.

A queda do aparelho deixou uma cratera no parque Jarun, ao lado de um lago, tendo sido encontrados dois paraquedas junto no local, indica o mesmo documento.

Várias viaturas que se encontravam na zona ficaram danificadas.

Dois jornais locais, que citam um especialista em aviação militar, escreveram que "pode tratar-se de um Tupolev Tu-141 utilizado recentemente pelas forças ucranianas".

De acordo com as mesmas informações, trata-se de um aparelho aéreo não tripulado fabricado na antiga União Soviética entre as décadas de 1970 e 1980 e que aterra com recurso a paraquedas.

A Croácia, país membro da NATO desde 2009, encontra-se a cerca de 550 quilómetros (em linha reta) do território ucraniano, alvo de uma ofensiva militar russa desde 24 de fevereiro.

Notícia atualizada às 15h24

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de