Furacão Fiona provoca 16 mortos em Porto Rico

O arquipélago, localizado na zona do Caribe, já deu conta de várias mortes associadas aos efeitos devastadores do furacão.

A passagem do furacão Fiona na zona do Caribe provocou a morte de 16 pessoas no arquipélago de Porto Rico, segundo um balanço feito este domingo pelas autoridades porto-riquenhas, noticia a agência Efe.

"No primeiro relatório da vigilância incluem-se as mortes por cada administração regional de saúde, assim como algumas variáveis. À medida que se registem as certidões de óbito no Registo Demográfico, com a confirmação das mortes associadas ao furacão Fiona, poderemos ter uma perspetiva mais clara", indicou secretário da Saúde de Porto Rico, Carlos Mellado, citado em comunicado.

O secretário da Saúde explicou que o Instituto de Ciências Forenses (ICF) e os agentes funerários têm três dias para entregar as certidões de óbito originais no Registo Demográfico, de modo a que se inicie o processo.

Na última semana, a polícia porto-riquenha deu conta de várias mortes associadas aos efeitos devastadores do furacão.

Entretanto, no Atlântico norte, o ciclone pós-tropical Fiona tocou terra, no sábado, em Nova Escócia, na costa leste do Canadá, e arrastou casas para o mar, arrancou telhados e deixou mais de 500 pessoas sem eletricidade. As autoridades canadianas não têm registo de mortos ou feridos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de