Homem armado invade banco e faz reféns em Beirute para exigir as suas próprias poupanças

Armado com uma espingarda e uma quantidade indeterminada de gasolina, o homem exige os 209 mil dólares que tem depositados no banco.

Um homem armado fez esta quinta-feira reféns os funcionários de uma sucursal bancária no centro de Beirute, exigindo levantar as suas poupanças, bloqueadas devido à grave crise económica que o país atravessa há quase três anos, noticiaram os media locais.

O homem, armado com uma espingarda e uma quantidade indeterminada de gasolina, ameaça incendiar-se e matar os funcionários se não lhe derem os 209 mil dólares que tem depositados no banco, segundo a Agência Nacional de Notícias (ANN) e a televisão pública Teleliban.

Um funcionário do banco disse que se encontram seis ou sete colegas seus na agência, feitos reféns, e que o sequestrador disparou três tiros de aviso.

Soldados, policias e agentes das forças de segurança interna do país cercaram a área e estão a falar com o homem armado para chegar a um acordo, mas até agora não tiveram sucesso.

Os bancos do Líbano aplicam desde finais de 2019 limites rigorosos de retirada de ativos em moeda estrangeira, retendo efetivamente as poupanças de muitos libaneses.

O país sofre hoje a pior crise económica da sua história moderna, onde três quartos da população mergulhou na pobreza, e o valor da libra libanesa diminuiu mais de 90% face ao dólar norte-americano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de