Boris Johnson em queda nas sondagens após discussão intensa com a namorada

Polícia foi chamada ao local e assunto fez manchete nos jornais.

A visita da polícia à casa da namorada de Boris Johnson por queixas de barulho e discussões intensas está a fazer mossa na corrida do antigo autarca londrino ao lugar de primeiro-ministro.

Johnson continua a ser o preferido entre os membros do partido Conservador, mas as sondagens colocam o político em queda. Um estudo do jornal The Mail on Sunday, conta que de quinta-feira para sábado a vantagem de Boris Johnson caiu de 27 para apenas 11 pontos na corrida contra Jeremy Hunt para o lugar de próximo primeiro-ministro.

No plano mais geral, Johnson caiu ainda mais: se na quinta-feira reunia 36% das intenções de voto contra apenas 28% de Jeremy Hunt, no sábado as posições foram invertidas, passando Hunt a somar 32% contra 29% de Boris Johnson.

Na noite de quinta para sexta-feira, os gritos na casa da namorada de Boris Johnson foram de tal maneira intensos que os vizinhos, assustados, chamaram a polícia. Em comunicado, as autoridades garantiram que, à chegada ao apartamento, todos os residentes estavam bem e não havia sinais de qualquer crime ou fonte de preocupação.

No dia seguinte, o assunto fez manchete em vários jornais e Boris Johnson ignorou todas as perguntas feitas pelos jornalistas acerca do assunto. O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros argumentou que apenas as suas ideias para o país importam para os eleitores, algo que as sondagens não demonstram.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de