Uma mulher é assassinada a cada hora na África do Sul

Autoridades atualizaram esta sexta-feira as estatísticas da violência no país.

É uma das estatísticas que permite ter noção da violência na África do Sul: a cada sessenta minutos uma mulher é assassinada no país.

O Presidente da República, Cyril Ramaphosa está a ser pressionado por membros do seu partido, o ANC, a declarar estado de emergência no país e já se viu obrigado a cancelar a deslocação às Nações Unidas.

Esta sexta-feira, houve manifestações em Joanesburgo para exigir ao Executivo mão pesada contra a violência, em especial a de género.

Nas últimas semanas têm sido registados vários ataques contra estrangeiros e as suas propriedades - neles estão incluídos portugueses.

A polícia atualizou esta sexta-feira as estatísticas anuais da criminalidade: os abusos sexuais aumentaram quase 5 pontos percentuais desde o ano passado - no caso das violações o crescimento é de quase 4%.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de