Morreu José Eduardo dos Santos, antigo Presidente de Angola

José Eduardo dos Santos estava internado numa unidade de cuidados intensivos em Barcelona, Espanha. Presidente de Angola decreta cinco dias de luto nacional.

Morreu esta sexta-feira José Eduardo dos Santos, antigo Presidente de Angola, aos 79 anos.

O antigo chefe de Estado estava internado desde o dia 23 de junho nos cuidados intensivos de uma clínica em Barcelona, Espanha, onde recebia tratamentos médicos desde 2019.

A notícia da morte de José Eduardo dos Santos foi comunicada pela Presidência da República de Angola através de uma nota publicada no Facebook.

"O Executivo da República de Angola leva ao conhecimento da opinião pública nacional e internacional, com um sentimento de grande dor e consternação, o falecimento de Sua Excelência o ex-Presidente da República, Engenheiro José Eduardo dos Santos, ocorrido hoje às 11h10, hora de Espanha certificada pelo boletim médico da clínica, em Barcelona, após prolongada doença", lê-se no comunicado.

"O Executivo da República de Angola inclina-se, com o maior respeito e consideração, perante a figura de um Estadista de grande dimensão histórica, que regeu durante muitos anos com clarividência e humanismo os destinos da Nação Angolana, em momentos muito difíceis", acrescenta ainda a nota.

O Executivo da República apresenta à família "os seus mais profundos sentimentos de pesar" e "apela à serenidade de todos neste momento de dor e consternação".

José Eduardo dos Santos sucedeu a Agostinho Neto como Presidente de Angola em 1979 e deixou o cargo em 2017, cumprindo uma das mais longas presidências no mundo, sendo regularmente acusado por organizações internacionais de corrupção e nepotismo.

Em 2019, José Eduardo dos Santos passa a viver na cidade catalã de Barcelona, para realizar com maior facilidade tratamentos no Centro Médico Teknon, uma das melhores unidades hospitalares europeias na valência de oncologia, que já tratava o ex-Presidente angolano há cerca de oito anos.

Nas últimas semanas, o seu estado de saúde agravara-se. Em coma e com lesões consideradas irreversíveis, a saúde de José Eduardo dos Santos motivou polémica dentro da própria família.

O Presidente de Angola, João Lourenço, decretou cinco dias de luto nacional, a começar no sábado. "É declarado o luto nacional a ser observado em todo o território nacional e nas missões diplomáticas e consulares", pode ler-se num decreto presidencial assinado pelo chefe de Estado.

Segundo o decreto, o luto nacional começa às 00h00 de sábado, 9 de julho, e tem a duração de cinco dias, durante os quais a bandeira nacional será colocada a meia haste e serão cancelados todos os espetáculos e manifestações públicas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de