Morreu Marie Fredriksson, a vocalista dos Roxette

A cantora da icónica banda dos anos 1980 tinha 61 anos.

A cantora sueca Marie Fredriksson, vocalista dos Roxette, morreu esta segunda-feira. A artista de 61 anos não resistiu a complicações resultantes de um tumor cerebral, após uma batalha de 17 anos contra o cancro.

A notícia foi avançada pelo jornal sueco Expressen , que publicou um comunicado da agente de Marie Fredriksson. "É com grande tristeza que anunciamos que perdemos uma das nossas maiores e mais amadas artistas", lê-se na nota, citada pelo jornal.

"A Marie deixa-nos um grande legado musical. A sua voz fantástica - forte e sensível, ao mesmo tempo - e as suas interpretações mágicas serão sempre recordadas por todos nós, que tivemos a sorte de testemunhá-las", continua o comunicado. "Era uma pessoa maravilhosa, com uma grande fome de viver, e uma mulher com um grande coração", acrescenta a agente da cantora.

O duo Roxette, formado por Marie Fredriksson e Per Gessle foi alvo de grande sucesso, nas décadas de 1980 e 1990, tendo como maior êxito a canção "It Must Have Been Love". O grupo, que vendeu mais de 75 milhões de discos em todo o mundo, conheceu ainda sucesso com temas como "Joyride", "Listen To Your Heart", "Fading Like A Flower" and "The Look".

Antes de formar os Roxette, em 1986, Marie Fredriksson integrou ainda a banda punk Strul e, já depois do grande sucesso do duo, teve ainda uma carreira a solo, com vários êxitos.

O colega de banda de Marie nos Roxette já veio reagir publicamente à morte da artista. "O tempo passa tão depressa. Há pouco tempo estávamos a passar os nossos dias e noites no meu apartamento minúsculo a partilhar sonhos impossíveis. E que sonho que partilhámos! Sinto-me honrado por ter conhecido o teu talento e generosidade", escreveu Per Gessle, numa publicação na sua página oficial de Twitter. "Todo o meu amor para ti e para a tua família. As coisas nunca mais vão ser iguais."

Os problemas de saúde de Marie Fredriksson começaram em 2002, quando lhe foi diagnosticado um tumor no cérebro. A cantora foi alvo de uma cirurgia para remover o tumor e foi sujeita a meses de quimioterapia e radioterapia, mas, ainda assim, perdeu a visão num olho, ficou com a audição limitada e incapaz de falar durante meses.

Num comunicado à imprensa, a família da artista pede respeito pela sua dor e informa que Marie Fredriksson será enterrada numa cerimónia pequena, com a presença de apenas a família mais próxima.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de