Moscovo diz ter matado "até 80" combatentes polacos

A informação não foi confirmada por fontes independentes.

A Rússia disse este sábado que matou "até 80" combatentes polacos, num bombardeamento no leste da Ucrânia, onde os combates decorrem entre forças de Kiev e de Moscovo.

"Até 80 mercenários polacos, 20 veículos blindados de combate e oito lança rockets foram destruídos em ataques com armas de alta precisão na fábrica de zinco Megatex, na localidade de Konstantinovka", informou o Ministério da Defesa russo, em comunicado, citado pela AFP.

Esta localidade, que se escreve Kostiantynivka em ucraniano, está localizada na região de Donetsk, palco de intensos combates desde o lançamento da ofensiva russa na Ucrânia, no final de fevereiro.

O ministério russo não especificou se os bombardeamentos naquela ocorreram hoje ou na sexta-feira.

A mesma nota diz que "mais de 300 soldados ucranianos e mercenários estrangeiros, bem como 35 armas pesadas foram destruídos no espaço de um dia em Mykolaiv", no sul da Ucrânia.

Nenhuma das alegações foi ainda verificável de forma independente.

A Rússia descreve pejorativamente como "mercenários" todos os voluntários estrangeiros que lutam do lado das forças ucranianas.

Em abril, o Ministério da Defesa russo disse que cerca de trinta "mercenários" polacos foram mortos na região de Kharkiv, no nordeste da Ucrânia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de