Noruega regista em 2020 mortalidade mais baixa da história do país

No ano passado, o país registou 40.611 óbitos, menos 73 em relação aos dados de 2019.

A Noruega registou em 2020 a taxa de mortalidade mais baixa da história do país, apesar da pandemia de covid-19 e dos níveis de mortalidade associados à doença, divulgou esta quinta-feira a agência central de estadística norueguesa.

No ano passado, o país registou 40.611 óbitos, menos 73 em relação aos dados de 2019 e abaixo da média verificada em anos anteriores, que ronda as 40.700 mortes.

"Se medirmos o número de mortes em relação à percentagem de população, nunca tivemos antes um número mais baixo", apontou o organismo num comunicado.

A Noruega, que tem 5,39 milhões de habitantes e uma das densidades populacionais mais baixas da Europa, foi um dos países menos afetados pela pandemia do novo coronavírus no continente europeu, ao registar, até ao momento, 632 óbitos associados à doença covid-19.

A taxa de mortalidade na Noruega é de 11,89% por cada 100 mil habitantes, a mais baixa da Europa depois da Islândia, quatro vezes inferior à da Dinamarca e onze vezes inferior à da Suécia, segundo a contagem da universidade norte-americana Johns Hopkins.

O governo norueguês, que não impôs um confinamento da população, optou por decretar, durante a primeira vaga da pandemia, um amplo encerramento da atividade económica e social do país.

Durante a segunda vaga, as medidas restritivas foram mais suaves, mas as fronteiras do país mantêm-se encerradas há mais de um mês.

Nos últimos dias, as autoridades norueguesas decidiram agravar as restrições, em particular na área da capital do país, Oslo, perante um aumento de novos contágios.

Estes novos casos provocaram um aumento das taxas de positividade e de transmissão do país, para 2,66% e 1,3%, respetivamente, mas o número de mortes mantém-se estável.

A pandemia da doença covid-19 provocou pelo menos 2.621.295 mortos no mundo, resultantes de mais de 117,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Só na Europa, a doença já fez 886.000 mortes em 39.232.567 casos recenseados, de acordo com o mesmo balanço.

A doença é transmitida por um novo coronavírus (SARS-Cov-2) detetado em dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de