Peixinhos-dourados deitados em lago tornam-se gigantes e destroem ecossistema

Quase toda a gente já teve um peixinho-dourado, são animais de estimação comuns. Mas sabia que podem ser um terror, se libertados na natureza?

O caso de que falamos aconteceu na cidade de Burnsville, no estado norte-americano do Minnesota, mais precisamente no lago Keller, onde foram encontrados antigos peixes domésticos de que se perdeu o controlo e que se tornaram gigantescos, depois de terem sido deitados no lago por donos que já não os queriam.

A situação é de tal forma grave que a cidade está a apelar aos habitantes para que não deitem os seus peixinhos-dourados em lagos. É que, quando libertados em ambiente selvagem, os peixinhos-dourados podem crescer desproporcionalmente e tornar-se destruidores de ecossistemas.

Por este motivo, a cidade de Burnsville recorreu ao Twitter, onde partilhou imagens dos peixes gigantes encontrados e pediu à população que não deite estes animais no lago.

"Por favor, não libertem os vossos peixinhos-dourados em lagoas e lagos! Eles crescem maiores do que aquilo que pensam e contribuem para a fraca qualidade da água, estragando os sedimentos do fundo e arrancando plantas. Grupos destes grandes peixinhos-dourados foram encontrados recentemente no Lago Keller", lê-se na publicação feita na rede social.

Apesar de, em ambiente doméstico, os peixinhos-dourados não costumarem crescer muito além dos cinco centímetros, em ambiente selvagem podem assumir dimensões bem maiores, reproduzindo-se também muito depressa e dominando as espécies locais.

A BBC News revela uma situação semelhante à de Burnsville, registada no Condado de Carver, também no Minnesota. Em outubro do ano passado, foram retirados de um riacho 50 mil peixes deste tipo que estavam a causar problemas na zona. Segundo a publicação, também a cidade de Munique, na Alemanha, em 2017, deparou-se com a ameaça dos peixinhos-dourados que estavam a roubar todo o alimento aos outros habitantes dos lagos locais, tendo as autoridades locais ameaçado multar quem fosse apanhado a libertar peixes em espaços públicos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de