"Processo concluído." Os 20 cidadãos portugueses no Afeganistão já foram todos repatriados

O ministro Augusto Santos Silva garante que todos os portugueses que se encontravam no Afeganistão já foram retirados, e admite que o número de cidadãos afegãos acolhidos será superior aos 50 anteriormente previstos.

Já foram retirados do Afeganistão todos os 20 portugueses que se encontravam no país. Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, deu por "concluído" essa ação, em declarações à TSF. Há uma semana, 12 dos cidadãos tinham já abandonado o país, mas pensava-se que o total seria de 16 portugueses em território afegão.

"Afinal tratava-se de 20 pessoas, cidadãos portugueses que trabalhavam em Cabul, no apoio à embaixada da União Europeia, no apoio ao aeroporto de Cabul. Neste momento, todos, os 20, já abandonaram Cabul, a maioria deles para Portugal, embora haja pelo menos um caso de um português que não vivia em Portugal, mas na Austrália."

Augusto Santos Silva também adiantou à TSF que serão mais de 50 os afegãos recebidos em Portugal, depois de terem cooperado com os países ocidentais e com a NATO.

"Estamos neste momento a apoiar a família de um cidadão afegão que se naturalizou português, e, portanto, tem dupla nacionalidade, no sentido de apoiar esse cidadão a reunir a sua família mais próxima em Portugal", exemplifica o ministro.

O governante faz menção a uma dimensão de "responsabilidade moral e até de honra" que tem o ato de "assegurarmos a proteção de todos os cidadãos afegãos que trabalharam ao longo destes 20 anos com as forças internacionais".

"Portugal disse que estava imediatamente disponível para acolher 50 dessas pessoas. Hoje é claro que o número vai ser superior", declara Santos Silva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de