Procuradoria de Paris investiga suspeita de sabotagem que cortou acesso internet

O corte ocorreu ao início de quarta-feira, atingindo vários operadores ao longo do dia. As autoridades sugeriram que o estrago do cabo foi intencional.

A Procuradoria parisiense abriu esta quarta-feira uma investigação preliminar sobre uma suspeita de sabotagem de cabos de fibra ótica, que interrompeu o serviço de internet em várias regiões de França, adiantando que vai ter a colaboração dos serviços de informações.

O corte ocorreu ao início de quarta-feira, atingindo vários operadores ao longo do dia. As autoridades sugeriram que o estrago do cabo foi intencional.

Com uma ação rápida, o gabinete da Procuradoria informou que abriu uma investigação preliminar com base em acusações de "destruição de bens para prejudicar os interesses fundamentais da nação", bem como de "obstrução de um sistema de processamento automático de informação" e associação criminal.

No que parece ser uma decisão rara, o serviço de informações francês, vocacionado para o interior do país, conhecido por DGSI, está a ajudar na investigação, a par da polícia judiciária.

Não foi divulgado se existem suspeitos identificados.

Os cortes aparentemente não tiveram consequências em serviços vitais, como hospitais.

Alguns clientes acordaram sem serviço de internet e os técnicos tiveram dificuldades em resolver o caso.

Segundo o diário Le Monde, os cortes dos cabos atingiram alguns clientes na região parisiense da Ilha de França, na Alsácia, no leste, em Grenoble, no sudeste, e na região do Norte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de