Traficantes serram e abrem buracos no muro da fronteira EUA-México

Os buracos estão a ser feitos em zonas onde ainda não foram instalados sensores eletrónicos.

Traficantes de droga no México abriram buracos em algumas zonas do muro na fronteira com os Estados Unidos da América por onde podem passar pessoas e estupefacientes, revelou esta o Washington Post.

O jornal, que cita fontes policiais norte-americanas, refere que os contrabandistas abriram os buracos com um tipo de serra que é vendido em lojas de ferragens por menos de 100 dólares (cerca de 90 euros).

Segundos as fontes, com esta serra os traficantes conseguem abrir um buraco no muro, onde cabe um adulto, em poucos minutos.

Os buracos estão a ser feitos em zonas onde ainda não foram instalados sensores eletrónicos, que facilmente detetariam as vibrações provocadas pelas serras.

Outra técnica que é utilizada para passar o muro é recorrendo a escadotes, à semelhança do que acontece na zona da fronteira de San Diego, na Califórnia.

Até ao momento, as autoridades norte-americanas não confirmaram a existência de buracos feitos com serras.

Porém, funcionários e ex-trabalhadores dos serviços fronteiriços dos Estados Unidos admitiram que eles existem.

A construção de um muro na fronteira com o México foi umas das principais promessas eleitorais do Presidente norte-americano, Donald Trump, nas eleições de 2016.

Trump justifica a construção do muro com a necessidade de travar os imigrantes na fronteira e acabar com a atividade de traficantes de droga e contrabandistas.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados