Como Cristiano Ronaldo está a levar os chineses a aprender português

Em Xangai há pelo menos quatro secundárias, uma escola primária e uma turma de mestrado, na Universidade de Relações Internacionais, onde se ensina o português. Marcelo foi conhecer alguns desses alunos que têm as mais diversas motivações para aprender a língua de Camões. Incluindo... futebolísticas.

"Chamo-me Leila e venho de Macau. Muita gente me pergunta porque estou a aprender português em Xangai." Foram-se apresentando, um a um, ao Presidente da República de Portugal. O país que, muitos deles, nem sequer conhecem, mas que imaginam muito diferente da China. Quem conhece, descreve-o como "um país azul e de muito carinho. O céu e o mar são muito azuis e impressionou-me muito o calor, a temperatura e o carinho com que as pessoas nos tratam".

A Universidade de Relações Internacionais de Xangai foi o terceiro ponto na agenda de Marcelo, nesta cidade de 26 milhões de habitantes - mais do que a capital, Pequim. Alunos de mestrado foram fazendo perguntas ao Presidente e, sobretudo, explicando porque decidiram aprender português. E, de todos os motivos apontados, houve um que surpreendeu a comitiva de Marcelo, ou talvez não.

"Chamo-me Cristiano e eu gosto muito de futebol", disse um dos alunos, para gargalhada geral da sala. "Escolhi o português por causa do Cristiano Ronaldo, que é o melhor jogador de futebol do mundo. Queria falar a mesma língua que o meu ídolo fala." A Cristiano, seguiu-se um colega que, ao incentivo Ronaldo, acrescentou ainda a vitória de Portugal no Campeonato Europeu de Futebol, em 2016: "Sei que o senhor Presidente dá muita importância ao futebol e, por isso, gostaria de saber como é que acha que este desporto pode ajudar a aproximar os povos", perguntou.

Marcelo, que já não precisava propriamente de deixas, pegou de imediato no tema, para sublinhar que há outros portugueses no mundo do futebol, bem mais perto destes alunos, que levam longe a língua portuguesa : "Xangai é um bom exemplo da ligação entre Portugal e a China em futebol. O treinador é português e chama-se Vítor Pereira. É um bom exemplo de como um português ajuda os talentosos chineses a ganhar no futebol", respondeu o Presidente, numa referência ao campeonato e à Taça da China, que Vítor Pereira venceu na época passada.

"Muito feliz" por saber que tantos alunos querem aprender português, mesmo que seja "por causa do futebol", Marcelo prometeu que o ensino da língua de Ronaldo na China vai ser alargado. Assim como o ensino do mandarim em Portugal, que também vai ganhar maior expressão.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de