"Direita no poder, 'jamais'!"

Domingos Abrantes, histórico comunista e atual conselheiro de Estado, garante que o PCP vai fazer tudo para manter a Esquerda no poder, mas defende que "o PS tem de se definir em algumas questões".

Nem tudo está a correr bem no acordo dos partidos de Esquerda, mas Domingos Abrantes garante que o PCP está empenhado em evitar que a Direita volte ao poder.

Entrevistado por Fernando Alves na Manhã TSF, o histórico comunista e atual conselheiro de Estado defende que o PS precisa de tomar algumas decisões, mas que o PCP vai fazer tudo para que a Direita não volte a governar.

"Tudo faremos para que a Direita não volte ao poder, mas o Partido Socialista tem de se definir nalgumas questões", defende. "Vão se avolumando os problemas, não estão a ser dadas respostas a alguns anseios e às condições que foram criadas. Mas no concreto, e da nossa parte, Direita no poder, jamais!", defendeu Domingos Abrantes, citando uma frase que ficou para a história do antigo ministro Mário Lino.

Na TSF, Domingos Abrantes comentou ainda a situação na península coreana, no dia da histórica cimeira. O conselheiro de Estado olha para este encontro com esperança, mas avisa que a influência norte-americana na península é "um obstáculo à regularização das relações entre os dois países".

Um ano depois de ter sido anunciado o Museu Nacional da Resistência e da Liberdade, na Fortaleza de Peniche, esta sexta-feira o ministro da Cultura recebe o guião de conteúdos do futuro espaço. Domingos Abrantes faz parte da comissão de instalação. Na TSF, revelou algumas novidades. Por exemplo, a cela onde esteve detido Álvaro Cunhal terá lugar de destaque no museu, que vai também homenagear a população de Peniche, reconhecendo o papel que teve de apoio aos presos políticos durante a Ditadura.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de