Rui Rio

"É mais fácil passar a mensagem para os portugueses do que para dentro do PSD"

Enquanto líder do PSD, Rui Rio deparou-se com uma rutura mas garante que cenário vai melhorando ao longo do tempo.

"A cada dia que passa será menos difícil, no início cada dia que passa é mais difícil, depois dá uma curva e começa a ser menos difícil". Rui Rio admite que os primeiros tempos enquanto líder do PSD não foram fáceis, mas neste momento "começa a ser menos difícil", refere em entrevista à TSF no âmbito do debate do Estado da Nação.

O social-democrata não afasta a ideia que que existe uma rutura, mas não vê isso como um problema. "Consubstancia uma rutura, não há dúvida, não é uma rutura brutal mas é uma rutura com a forma tradicional de fazer política", realçou, frisando que "isso cria alguns abalos mas à medida que os dias passam é menos difícil, primeiro estranha-se e depois entranha-se".

As declarações sobre a situação interna do PSD surgem após ter assumido uma ideia idêntica em relação à forma de lidar com o Governo. "A cada dia que passa torna-se menos difícil, não sei se alguma vez será fácil, mas cada dia que passa é menos difícil [lidar com as conquistas do Governo]. Não se pode ter razão antes do tempo, ou seja, não podemos tentar que as pessoas entendam aquilo que não é evidente mas à medida que os dias passam é mais evidente que o discurso do Governo não bate com a realidade", alertou, referindo-se a questões como combustíveis, professores e SNS.

  COMENTÁRIOS