37º Congresso do PSD

37º Congresso do PSD
Elina Fraga

"Saio animada e convicta que posso dar um contributo para este novo ciclo"

Após o discurso de Rio, a agora eleita vice-presidente do PSD comentou a polémica à volta da queixa-crime de 2014 contra membros do Governo de Passos Coelho. "Fui acompanhada nessa luta por muitos militantes", garante.

Elina Fraga, a nova vice-presidente do PSD nomeada por Rui Rio e vaiada na hora de subir ao palco, falou aos jornalistas depois do discurso de encerramento de Rui Rio, no Centro de Congressos de Lisboa.

No coração do debate à volta desta nomeação está a queixa-crime apresentada em 2014 enquanto bastonária da Ordem dos Advogados contra o Governo de Passos Coelho, por uma guerra com a ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, nomeadamente devido ao mapa judicial.

"Fui acompanhada nessa luta por muitos militantes que me manifestaram aqui, pessoalmente, o seu apreço e consideração por ter seguido o que foi a principal frase de Sá Carneiro: primeiro, Portugal; depois o partido e depois, só em último lugar, a circunstância pessoal de cada um de nós", começou por dizer aos jornalistas.

"Saio daqui animada, convicta que posso dar um contributo para este novo ciclo do PSD. O dr. Rui Rio tem um pensamento que coincide em muito com aquilo que foram as defesas que eu fiz, não só na Justiça mas como para o país, onde combati as graves assimetrias. (...) Se vir a minha cara, vê que estou muito tranquilo e feliz, por me poder colocar ao serviço de Portugal e ao serviço do meu partido."

Quando a eventual divisão no PSD graças à nomeação do seu nome, Elina Fraga diz não haver problema nenhuma. "Só a comunicação social não pode criar um problema. Hoje saiu daqui um partido unido e mobilizado para ganhar as eleições e atos eleitorais que vão existir e, sobretudo, mobilizado para transformar Portugal e apresentar uma verdadeira alternativa."

Pelo meio, deixou claro sobre a queixa-crime: "Não apresentei a queixa em nome pessoal, foi como bastonária da Ordem", onde havia vários advogados de diferentes quadrantes, numa assembleia bastante corrida, segundo Fraga.