Presidente da República marca férias em Pedrógão Grande

Marcelo Rebelo de Sousa quer portugueses a fazer turismo nos concelhos afectados pelos incêndios

O Presidente da República desafiou hoje os portugueses a passarem as férias de Verão nos concelhos afectados pelos incêndios de há um ano e anunciou que ele próprio vai reservar alguns dias de descanso na região centro.

"Eu gostava de passar aqui um ou dois dias e na zona da tragédia de Outubro um ou dois dias, no começo de Agosto ou no final de Agosto, como se fosse passar férias, entre aspas, como turista"", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, imaginando um roteiro com mergulhos na Praia das Rocas e passeios pedestres.

A intenção do Presidente da República surge, segundo o próprio, "como incentivo" a que os portugueses escolham os concelhos do interior, e em particular, aqueles afectados por grandes incêndios em 2017, para "passar as suas férias".

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas à saída da sede da Associação dos Familiares das Vítimas dos Incêndios de Pedrógão Grande, numa antiga escola primária na aldeia de Figueira, onde participou numa cerimónia de homenagem íntima e reservada.

"Foi um encontro muito emocionante porque houve o evocar nome a nome de cada uma das pessoas que partiram há um ano, dos mais velhos aos mais novos, e aquilo que todos nós tínhamos presentes voltou a ser reavivado, ao ver as fotografias, ao ver os nomes, a extensão do que aconteceu", comentou.

Uma "mistura de sensações e de sentimentos", por um lado "uma grande dor, um luto pesado", por outro, "o desejo de olhar para o futuro, de querer construir um futuro diferente", um que "dê oportunidade às crianças, aos jovens destas terras", salientou Marcelo Rebelo de Sousa.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de