PSD diz que acordo com o PS "foi gratificante" mas quer ir mais longe

Em entrevista à TSF, o vice-presidente do PSD revela que ainda falta acertar a distribuição das verbas comunitárias com o Partido Socialista.

António Costa e Rui Rio formalizam o acordo sobre fundos europeus e descentralização esta quarta-feira à tarde. O vice-presidente do PSD, responsável pela negociação sobre os fundos europeus, afirma que foi um trabalho sério, exigente e gratificante.

Manuel Castro Almeida explica que a ideia foi garantir que Portugal não perde fundos no futuro quadro comunitário. "O nosso objetivo é que, no próximo ciclo, de 2020 a 2027, Portugal venha a ter pelo menos o mesmo dinheiro que teve no ciclo anterior". Castro Almeida considera que, ao contrário do que possa parecer, este é um objetivo ambicioso.

"À partida, se não acontecer nada de anormal, Portugal iria ter menos dinheiro", explica, "a posição comum que Governo e PSD tomam é no sentido de dizer à União Europeia que, apesar de haver uma diminuição de receitas e de haver aumento de despesas, nós queremos pelo menos manter o volume de fundos estruturais. O nosso objetivo é, aliás, superar. E, para isso, faremos tudo o que for necessário para aumentar as receitas da UE".

Em entrevista a Fernando Alves, na TSF, Castro Almeira explica que o primeiro passo está dado, mas admite que falta o mais difícil: acertar a forma como as verbas comunitárias serão distribuídas.

"Do lado do PSD há vontade de chegar a acordo com o Governo sobre a distribuição do dinheiro. Quanto dinheiro pôr em cada gaveta, quanto dinheiro afetar a cada uma das várias prioridades que o país tem". Para o vice-presidente do PSD, "é um trabalho mais exigente".

"Mais do que ver quanto dinheiro para cada sítio, é preciso criar regras que garantam que o dinheiro é bem aplicado".

Este é o primeiro acordo entre Rui Rio e António Costa. O primeiro-ministro e o líder do PSD reúnem-se esta quarta-feira à tarde, em São Bento, para formalizar os acordos sobre fundos estruturais e descentralização.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de