Um livro de nove poetisas para ler online e em português, língua "salgada e doce"

Conheça o livro "Português, Lugar de Escrita - Mulheres na poesia".

No Dia Mundial da Língua Portuguesa, que se assinala esta quarta-feira em Portugal e outros 43 países, a Casa Fernando Pessoa junta-se à Embaixada de Itália no projeto "Português Lugar da Escrita - Mulheres na Poesia".

O objetivo é promover a tradução de poemas escritos por mulheres dos países que integram a a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), com a edição de um livro digital que reúne poemas escritos por Amélia Dalomba (Angola), Lu Menezes (Brasil), Dina Salústio (Cabo Verde), Rita Ié (Guiné Bissau), Juliana Mbengono (Guiné Equatorial), Hirondina Joshua (Moçambique), Rosa Oliveira (Portugal), Conceição Lima (São Tomé e Príncipe) e Cidália da Cruz (Timor-Leste) que pode ser lido aqui.

A ideia foi fazer uma escolha "variada, interessante e pungente", mas este livro acaba por incluir também as trocas de correspondência que levaram à sua composição, conta à TSF Clara Riso, diretora da Casa Fernando Pessoa.

Para a representante da Embaixada de Itália, Paola D'Agostino, "o português tem uma salinidade, tem um sabor a sal, a maré. Aquele cheio a maré quando estamos na praia e sentimos a maré a subir". É uma língua "acolhedora" que a tradutora diz invejar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de