A portuguesa Barkyn inventou uma "caixa mágica" para o seu cão

A Barkyn é uma startup feita a pensar nos cães e nos seus donos. Na Web Summit 2019 desvendou um novo produto e desta vez "é um device".

Os clientes da Barkyn chamam-se "pet families" e têm este nome internacional porque a empresa não trabalha apenas no país onde nasceu. Depois de Portugal, já foram para Espanha e agora estão em Itália. Ao todo já são mais de 26 mil os clientes da Barkyn .

André Jordão é o CEO desta startup apontada aos cães.

O produto que vende é em forma de uma subscrição e o que permite é que todos os meses os clientes da empresa recebam ração "personalizada" à porta de sua casa e, em caso de necessidade, com acesso à equipa de veterinários da Barkyn. E por ração "personalizada" entenda-se que é feita à medida de cada animal. Cada ração "é única", diz André Jordão.

Mas agora, a juntar a tudo isto, vem aí outra forma de fazer negócios. O CEO chama-lhe "uma caixa mágica" e foi a grande novidade que a Barkyn trouxe para a Web Summit.

É um equipamento que contém a comida do cão, mas que está em constante comunicação com a Barkyn. A startup passa a saber a que horas os animais comem e quanto. Mas faz mais: os donos deixam de ter de avisar que a comida está a acabar. Assim, passa a ser a própria startup, que pouco antes da ração chegar ao fim, envia uma nova dose para casa do cliente.

Uma caixa mágica que pode até ajudar a evitar que o cão venha a sofrer de diabetes e que deve ser posta à venda ainda antes do Natal.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados