Aumento das pensões foi uma das medidas que levou a acelerar aprovação

Fernando Medina, na apresentação da proposta de orçamento, afirma que esta medida é "da maior importância".

O ministro das Finanças, Fernando Medina, considerou esta quarta-feira que o aumento extraordinário a pensionistas que recebem até 1108 euros foi uma das medidas que "convocou" o Governo a acelerar a aprovação do Orçamento do Estado para 2022.

"Esta é seguramente uma das medidas que mais nos convocou para a aceleração da aprovação deste orçamento", referiu Fernando Medina, em conferência de imprensa, no Ministério das Finanças, após a entrega da proposta de Orçamento do Estado para 2022 na Assembleia da República.

Para o novo titular da pasta das Finanças, trata-se de uma medida "da maior importância", para que aqueles pensionistas possam fazer face ao aumento dos custos dos bens e viverem "com um pouco mais de dignidade".

Esta medida vai abranger 1,9 milhões de pensionistas, detalhou Fernando Medina.

Os pensionistas que recebem até 1108 euros por mês vão ter este ano um aumento extraordinário até 10 euros com retroativos a janeiro, confirma a proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) entregue esta quarta-feira no parlamento.

"Em 2022, o Governo procede a uma atualização extraordinária das pensões, com efeitos a 01 de janeiro de 2022", pode ler-se na proposta orçamental.

Segundo o documento, a atualização extraordinária "é efetuada pelo valor de 10 euros por pensionista, cujo montante global de pensões seja igual ou inferior a 2,5 vezes o valor do indexante dos apoios sociais (IAS)", ou seja, 1108 euros.

O valor da atualização automática que foi efetuada em janeiro é incorporado no valor da atualização extraordinária.

Em janeiro, as pensões foram atualizadas de acordo com a lei que tem conta a inflação e o crescimento económico com aumentos entre 1% e 0,24%.

Em 2021, o aumento extraordinário foi pago aos pensionistas que recebem até 658 euros (1,5 IAS).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de